DICAS E
IDEIAS




Como escolher o melhor tipo de serviço para o seu evento?

Escolher o menu e o tipo de serviço para o banquete do grande dia é algo que exige análise profunda de vários fatores - perfil do público, local do evento, horário, região, época do ano, quantidade de convidados, buffet que realizará o serviço, tudo isso deve ser levado em consideração.

Em primeiro lugar, deve-se conhecer muito bem tanto os convidados da noiva quanto os do noivo. Checar a faixa etária, a religião, as nacionalidades predominantes, se os convidados são mais formais ou informais, se têm restrições alimentares, se há algum prato especifico que é necessário servir devido à nacionalidade ou religião, todos os detalhes são importantes no momento da formatação do menu.

No Buffet Colonial, o chef executivo Erick Domenico exerce um papel essencial nas ocasiões, em que há alguma particularidade na lista de convidados que exige um cardápio personalizado. Ele é responsável por criar novos conceitos e adaptar menus para que se adequem a cada evento.

A escolha do tipo de serviço é essencial para o bom andamento da festa. Para todos os casamentos é necessária uma alimentação mais reforçada como jantar, almoço, café da manhã ou brunch.  

A carga horária de um casamento no Brasil não costuma ser menor do que 5 horas de evento. Por isso, nada impede que se faça apenas a cerimônia religiosa. Mas não se arrisque a cometer a gafe de oferecer, após a cerimônia, apenas o coquetel. Sair de um casamento e passar num restaurante fast-food certamente não renderá bons comentários.   

No Buffet Colonial oferecemos os seguintes serviços: Franco-Americano, à Inglesa ou Finger Food. Conheça um pouco mais sobre eles a seguir:

 

Franco-Americano:

 

Conceito:

É um serviço mais informal que o à Inglesa, porém mais formal que o Finger Food. O que caracteriza este serviço é o aspecto de fartura e a liberdade dos convidados poderem escolher melhor o que comer e quanto comer. Com relação ao à Inglesa, esse tipo de serviço aumenta o fluxo e o network entre os convidados, já que todos obrigatoriamente vão até o réchaud para serem servidos.

 

Curiosidades e dicas:

Uma coisa muito interessante para este serviço é que se ganha em torno de 30 minutos de balada em relação ao serviço à Inglesa, pois a partir do momento em que é aberta a mesa de sobremesas, podemos liberar simultaneamente a pista de dança.


Pista de dança1

 

No Buffet Colonial costumamos sempre deixar a mesa de sobremesas até o final da festa, o que faz com que os convidados possam se servir no momento em que acharem mais adequado. Outra grande vantagem deste serviço em relação ao à Inglesa é que o valor é menor. Mas tenha cuidado com o material que será usado nos pontos fixos de comida. É muito importante que a alimentação seja exposta de forma que não resseque em pouco tempo e que se mantenha quente ou gelada.

Para eventos externos do Buffet, é um tipo de serviço mais adequado para minimizar possibilidades de erros na adequação da estrutura da cozinha.

 

À Inglesa:

 

Conceito:

É o serviço empratado. Um serviço formal, considerado mais luxuoso, visualmente os pratos são delicados, pois são preparados e enfeitados um a um pelo chef. Todos os pratos são servidos prontos para cada convidado. É bastante interessante para eventos com atrações durante o jantar, pois o convidado permanece sentado e podendo olhar o tempo todo.

 

Curiosidades e dicas:

Cada prato demora em torno de 40 minutos para ser servido e recolhido. Ou seja, em um evento com entrada, prato principal e sobremesa gasta-se em média 120 minutos para servir. É adequado retirar os pratos vazios apenas no momento em que todos os convidados da mesa tenham acabado.


à inglesa  

Para esse serviço ser perfeito o ideal é que saia sem interrupções do primeiro prato até o último prato da sobremesa – 10 minutos de atraso na saída das carnes vermelhas pode fazer com que se perca o ponto da carne. 

Nesse momento, use apenas som ambiente. Não é interessante colocar um som dançante no meio do serviço de pratos, pois não existe coisa mais desagradável do que voltar para a mesa e perder um dos pratos que foi servido.

 

Finger Food:

 

Conceito:

Eventos descontraídos e festas descoladas aderiram ao "finger food", uma moda da gastronomia atual que sem dúvida, é uma opção prática e despojada de servir seus convidados.

Talheres são pouco utilizados e prevalecem palitinhos, taças, cumbuquinhas e panelinhas, tornando possível servir os pratos principais do jantar em pequenas porções. Sendo assim, o convidado tem o prazer de degustar um número maior de itens durante o jantar.

 

Curiosidades e dicas:

Para este tipo de serviço pode acontecer simultaneamente o dançante e o serviço de banquete, pois o formato Finger Food não necessita que os convidados estejam sentados em suas mesas.


Fingerfood

 

Ele pode se alimentar enquanto dança ou em lounges montados no espaço. Isso facilita muito a interação entre os convidados.

Normalmente este tipo de evento faz com que todos consumam uma quantidade maior de bebida alcoólica, simplesmente pelo fato de poder abrir a pista de dança mais cedo e com isso ter um período maior de balada.